a9f7b29f-c66a-443a-867a-d733153b95e1

Diário do Quintal – Amores e Amoras

Nos fundos da casa que habita o Tear, é guardado um espaço de cultivo de si e da terra, onde o encantamento da brincadeira faz brotar universos.

 

a9f7b29f-c66a-443a-867a-d733153b95e1

Amores e Amoras

19/11/2015

Meus amores minhas amoras
venham todos cá pra ver
a frutinha delicada
que acabou de aparecer

A amoreira que cresce na horta do Tear, tá carregadinha de amor.
Amor branco, vermelho, bem roxinho, amor que cresce bem devagarinho.
Seus frutos bem pequenos se juntam, unidos pela doçura da vida.

A amoreira não tem hora
demora
demora pra dar amora
mas mesmo com a demora
aflora
a flora pelo mundo afora
quando chega a ser senhora
a amoreira nem mesmo chora
cai no chão sem mais demora
vira adubo de outra amora

Amora vem do latim mora,
que significa demora.
Carlota espera a hora,
com paciência senhora.
Quando cai a amora,
O jabuti sem mais demora
Abocanha e a devora

Carlota, a Jabuti