DSC02892

Diário do Quintal – Percevejo

Nos fundos da casa que habita o Tear, é guardado um espaço de cultivo de si e da terra, onde o encantamento da brincadeira faz brotar universos.

DSC02892
04/01/2016

Na horta do Tear são plantados diferentes tipos de vegetais! Usamos folhas, cascas, frutos e raízes para diversificar o uso da terra, podendo usar diversas partes da planta pra se alimentar também!

Mas não são só as crianças e os cuidadores da casa que usufruem da maravilhosa cozinha da horta. Alguns animais, especialmente insetos, habitam os diversos cantinhos do jardim para se reproduzirem, se alimentarem e criarem seus filhos.

Na horta do Tear eles aparecem cada vez mais! É preciso saber de quem estamos falando!

Quem tem jardim, horta, um canteiro ou um pedacinho de terra com algumas plantas logo percebe que alguns insetos se aconchegam no conforto de alguma dobra de folha, ou largam seus ovos debaixo da folha preferida.

Podem ser ovos de borboleta que darão belas lagartas. Ovos de aranha, de moscas, de besouros, de formigas, de grilos, de percevejos!

Percevejos?! Sim, aqueles insetos que quando se sentem ameaçados soltam um cheiro bem conhecido.

Numa rápida pesquisa na internet, podemos perceber que os percevejos são atacados por todos os lados, considerados como uma praga a ser combatida.

Alguns são predadores de bichinhos que prejudicam as plantas, outros se alimentam das plantas e tem preferencias e gostos variados.

As fases do percevejo passam por transformações no tamanho do corpo, mas do ovo vem a ninfa, e logo depois o besouro maduro, adulto, experiente!

Na foto, podemos observar algumas ninfas do besouro Chinavia sp. descansando no maracujá! Eles depois ficarão verdinhos com a asa marrom, bem diferente de como estão agora!

A vida na horta do Tear é dinâmica e não se utiliza nenhum tipo de veneno para manter o controle dos insetos. Plantamos folhas, frutos e raízes para que a diversidade traga equilíbrio e os animais possam conviver sem grandes prejuízos.

Os insetos predadores comedores de folhas, são controlados pelos insetos predadores de outros insetos. Cada bichinho contribui para que a nossa horta não precise de venenos, e nenhum tipo de agente externo que faça mal à nossa natureza.-

O percevejo inconformado, dá o seu recado:

“Não somos pragas, somos insetos com direito à vida como qualquer ser vivo!”

É com muito carinho, que dedico esse texto aos percevejos do Espaço Verde do Tear!

Beldroega, o Jardineiro