Gavinhas

Diário do Quintal – Gravinhas

Nos fundos da casa que habita o Tear, é guardado um espaço de cultivo de si e da terra, onde o encantamento da brincadeira faz brotar universos.

09/07/2015

Gavinhas

Todos os seres na história de sua evolução se adaptaram a viver em diferentes ambientes, modificando sua estrutura para sobreviver em espaços que exigissem uma resposta eficiente para que ali, a vida continue!
No mundo vegetal, esses seres se manifestam de diferentes maneiras. Uns são grandes, majestosos e guardiãs de grande sabedoria. São as árvores.
Outros rastejam, habitam o solo. São sabedores das coisas do chão, de onde tudo brota! São as ervas rasteiras.
Por outro lado, muitas estão em cima, embaixo, enroladas, dão voltas, rodopíos, gostam do abraço apertado, podendo até sufocar de tanta força. São as trepadeiras, ou lianas.

Seja qual for o caminho, suas gavinhas se sustentam e dão suporte ao seu entrelaçado trajeto, quase como um balé aéreo!

Mas o que são gavinhas? Um nome singelo e delicado guarda uma força da natureza surpreendente!

Gavinhas são estruturas modificadas da planta, que se originam dos ramos, folhas e até flores. Algumas partes da planta, ao longo da evolução, se transformaram em outro tipo de estrutura, assim algumas folhas foram modificando-se em espinhos para a proteção, flores para sua reprodução e gavinhas para sustentação.

Na foto, em forma de espiral estão algumas gavinhas do maracujá (Passiflora sp.), que a cada dia dançam a procura de um lugar para se fixar, entrelaçando seus ramos por onde passa, sustentando-se como pode, para que ali, a vida continue!

O Jardineiro Beldroega

Esse post foi publicado originalmente na nossa página do facebook: https://www.facebook.com/institutotear

navegue no astrolábio