DSC02485

Diário do Quintal – Flor do Algodão

Nos fundos da casa que habita o Tear, é guardado um espaço de cultivo de si e da terra, onde o encantamento da brincadeira faz brotar universos

DSC02485

Flor do Algodão

03/06/2015

Foi com os árabes que ela iniciou sua jornada, tendo seu nome derivado de “al-qutum”.
Dessa planta produz-se uma fibra branca, utilizada pelas civilizações antigas há mais de 4.000 anos.
Dizem que os índios aqui no Brasil já plantavam, colhiam, fiavam e tingiam tecidos feitos com essa planta.

Foi nesse fiar que ela costurou o mundo, teceu por várias eras o comércio de diversos povos e faz partede uma das culturas mais importantes até hoje!

Com tantas dicas, já deu pra saber que planta é essa?

No Tear ela está florindo, e é só questão de tempo, para suas sementes começarem a voar como nuvens, branquinhas e finas, tramando germinar em algum outro canto.O algodão, pertencente ao gênero Gossypium (Malvaceae), nos revela até hoje o quanto é mágico o universo vegetal.
Ele nos cura, nos embeleza, nos nutre e nos veste! Veste com suas fibras resistentes, que não mais escapam da domesticação e dominação humana.

Al-qutum, coton ou algodão. Em seus fios, são tecidos o enredo do mundo!

O Jardineiro Beldroega.

navegue no astrolábio